A geração do milênio está bebendo muito vinho - Abril 2021

Podemos já estar cientes de que a geração do milênio gosta de beber vinho (cervejas famosas, nem tanto), mas podemos não ter percebido quanto vinho os jovens estão engolindo.

Agora sabemos: muito.

Somente em 2015, a geração do milênio americana (neste caso definida como aqueles de 21 a 38 anos) engoliu - ou, mais caridosamente, delicadamente bebericou - 159,6 milhões de caixas de vinho, de acordo com novas estatísticas sobre o consumo de vinho revelado pelo Conselho do Mercado do Vinho e citado por Wine Spectator . Calculando que existam cerca de 79 milhões de millennials (as estimativas variam um pouco), isso é mais de duas caixas de vinho por pessoa. É também mais consumo de vinho do que qualquer outra geração. (Desculpe, baby boomers e Gen Xers.) Na verdade, quase metade - 42 por cento - de todo o vinho consumido no país em 2015 foi bebido pela geração do milênio.

Algumas outras conclusões interessantes do estudo sobre millennials e vinho, por Wine Spectator:

Beber regularmente:
Noventa por cento do vinho consumido na América é consumido por aqueles que bebem vinho algumas vezes por semana, também conhecidos como bebedores de “alta frequência”. E cerca de 30% daqueles nessa categoria eram millennials, de acordo com o Wine Market Council, enquanto 20% eram da geração X e 38% eram baby boomers.

Mais dinheiro para uma garrafa melhor: Dezessete por cento dos consumidores de vinho da geração Y pesquisados ​​pelo Conselho disseram ter desembolsado mais de US $ 20 por uma garrafa de vinho no mês passado, enquanto apenas 5% dos baby boomers disseram ter feito isso.

Tempero da vida e tudo: Os millennials optam pela variedade nos vinhos que consomem - vinhos de diferentes estilos e de diferentes regiões - de acordo com o Wine Market Council. “Não é exagero dizer que o consumidor americano milenar tem o mais variado conjunto de gostos de qualquer bebedor de vinho da história”, afirma Wine Spectator.

Vinho, Mulheres ... e vinho: Em 2015, as mulheres representavam dois terços dos bebedores de vinho de alta frequência com menos de 30 anos. Mulheres da geração Y também gastam mais dinheiro em vinho do que os homens da geração, e estão mais profundamente no vinho (mais aptas a coletá-lo, pois exemplo) do que mulheres mais velhas.

Sippers conhecedores de mídia social: Mais de 50 por cento dos bebedores de vinho da geração Y compartilham regularmente suas experiências no Facebook, e mais de um terço deles acessa o YouTube, Twitter ou Instagram para postar sobre vinho. E compartilhar informações é uma via de mão dupla, com mais da metade de todos os consumidores de vinho milenares dizendo que acreditam que as críticas sobre vinhos são “extremamente” ou “muito” importantes.